© 2018 por GPCAD Topografia & Consultoria. Todos os direitos reservados.

Buscar
  • Guilherme Pellegrini

Você sabe qual o impacto que o custo fixo tem no preço de venda do seu serviço de topografia?

Atualizado: 18 de Mai de 2018

Entender e saber calcular quais os fatores que impactam no preço de venda de serviços topográficos, torna seus orçamentos mais lucrativos.

O custo fixo é um desses fatores. Ok, mas o que é custo fixo? São todas aquelas despesas que independentemente do volume de trabalho, mesmo que não seja realizado nenhum serviço, se mantêm as mesmas, temos como exemplo: Aluguel, Luz, Internet entre outros.

Vamos dividir essa temática em dois tópicos, primeiramente vamos falar sobre que tipo de custos se enquadram nessa categoria e segundo de que forma calcular esses custos e como eles devem impactar no seu preço final de venda de serviços topográficos.

Separe caneta e papel, responda as nossas perguntas e anote valores!


Itens que compõe o custo fixo:

· Aluguel: Você aluga uma sala comercial? Você tem um espaço na sua própria casa que utiliza como escritório? Você está instalado em uma incubadora de empresas? Você utiliza um espaço de coworking? Qual é o valor que você gasta por mês para utilizar esse espaço? Caso você tenha um imóvel, isso já será um diferencial competitivo no seu preço!

· Luz: Quanto você gasta de luz por mês? Aparelhos topográficos com baterias, rádios, computadores e impressoras são ferramentas do nosso dia-a-dia!

· Telefone: Você utiliza telefone fixo para receber chamadas e se comunicar com seus fornecedores e clientes? Qual valor vem nessa conta?

· Internet: Quanto você paga por mês para ter acesso a internet?

· Pró-Labore: Sua empresa possui sócios? Quando cada sócio recebe por mês? Se a empresa for somente você, você separa o caixa da empresa de suas contas pessoais?

· Contador: Você tem uma empresa formal constituída? Possui CNPJ ou MEI? Emite nota fiscal? Precisa declarar seus ganhos no imposto de renda? O contador é um grande aliado nesse momento!

· Material de expediente: Você utiliza folhas para imprimir? Usa cartuchos de tinta na sua impressora? Canetas, lápis, post-its, pastas? Qual é o seu gasto por mês com esses materiais?

· Limpeza: Você utiliza serviço de diarista ou faxineira? Qual é o seu gasto por mês com a limpeza do escritório ou sala?

Esses são somente alguns dos custos fixos que temos, entendemos que cada negócio e cada região possuem suas diferenças, portanto fique livre para inserir, modificar e retirar itens desse nosso exemplo para modelar a realidade do seu negócio. Quanto maior for o controle e entendimento desses valores mais realista será o impacto nos nossos orçamentos!

De posse desses valores, vamos para a parte pratica, calcular qual o custo fixo do seu negócio de topografia! Baixe a planilha que disponibilizamos no link abaixo e utilize ela para fazer o cálculo.

Outro valor bastante importante também é sabermos qual a nossa receita bruta média, ou seja, quanto estamos conseguindo fazer de dinheiro bruto por mês. Some os valores que você recebeu no último mês e também insira na tabela. A planilha vai calcular para você qual a porcentagem dos seus ganhos está sendo utilizada para manter os seus custos fixos. Guarde esse valor, nas próximas postagens ensinaremos como equacionar ele com outras variáveis importantes e ter o controle total sobre seus gastos e ganhos.

Vimos que identificar e saber mensurar o compõe um orçamento topográfico tem uma grande utilidade e que levando certos fatores em consideração podemos ser cada vez mais assertivos em nossos orçamentos. Para complementar, iniciamos uma serie de conteúdos que vão falar sobre os fatores mais relevantes na hora de mensurar esses valores.

Se inscreva na nossa página e receba em primeira mão os próximos conteúdos e transforme a forma como você orça seus serviços topográficos.


48 visualizações